Notícia

Comportamento

terça, 28 de agosto de 2018
COMO EVITAR O ESGOTAMENTO PROFISSIONAL

30% dos trabalhadores brasileiros sofrem com a chamada Síndrome de Burnout, ou Síndrome do Esgotamento Profissional

 

Informações: Graziele Marronato – graziele@engajecomunicacao.com / Adriana Rodrigues - adriana.rodrigues@engajecomunicacao.com / www.facebook.com/engaje // www.engajecomunicacao.com

Foto: Imagem Ilustrativa / Reprodução: buskakinews.com.br

 

 

A International Stress Management Association constatou que 30% dos mais de 100 milhões de trabalhadores brasileiros sofrem com a chamada Síndrome de Burnout, ou Síndrome do Esgotamento Profissional. Ou seja, vivem com exaustão emocional, dores de cabeça e musculares e stress contínuo.

As razões para o número tão alto de profissionais mental e fisicamente esgotados podem estar ligadas a um mercado cada vez mais competitivo.

“Os comentários mais comuns são com relação às expectativas dos e à sobrecarga de trabalho”, explicou Carolina Silva, Especialista em RH da Luandre, empresa que atende 200 das 500 maiores empresas do país.

Aí você pergunta: “E existe alguma forma de contornar este problema a fim de que o profissional consiga render o seu melhor e ainda sim fugir do stress do cotidiano”.

Para Carolina, existe sim. Quem trabalha tem que saber balancear algumas atitudes que podem fazer toda diferença. Confira abaixo quais as “ferramentas” que podem fazer do seu dia-a-dia no trabalho algo mais agradável e estimulante:

 

Priorize

Multifuncional sim, multifoco não.

Carolina acredita que para boa parte dos gestores está mais do que claro que ninguém consegue ter atenção em tudo ao mesmo tempo. E isso significa o quê? Que você deve se organizar de modo a estabelecer uma ordem de prioridades:

“Só existe uma “primeira” prioridade, como o próprio nome diz, não dezoito. Caso tenha dúvidas sobre qual é ela, converse com seu gestor e defina o melhor roteiro”, explica.

 

Esclareça

De acordo com o livro “Essencialismo”, um dos mais vendidos, de acordo com o “The New York Times”, é preciso entender qual é a missão da empresa e também do profissional, pois é ela que irá te guiar ao objetivo.

Os desvios se tornam o todo quando não há clareza e eles, invariavelmente, geram stress.

“Equipes sem propósito se sentem sem liderança. No trabalho em equipe, muitos projetos disparatados, sem relação entre si, nada acrescentam ao nível máximo de contribuição do grupo”, diz o autor do livro, Greg Mckeown.

 

Saiba dizer “não”

Esta é mais uma dica com relação à sobrecarga, que é uma das maiores queixas destes profissionais.

Segundo a especialista em tempos de profissionais multifuncionais cabe definir bem sua missão na empresa e prioridade, com o propósito de entender se a presença em um call ou uma reunião é realmente necessária, por exemplo, ou se o tempo poderia ser melhor empregado em outra atividade”.

 

Diga adeus à ansiedade

Os três pontos acima levam a este último, que só é possível a partir da clareza da função e o estabelecimento da prioridade.

A partir disso, é possível se planejar e evitar a ansiedade de ter um relatório gigante para entregar e não ter o tempo necessário para fazer.

“Programação é fundamental para que uma urgência não ponha a perder prazos, assim todos conseguem trabalhar mais sossegados”, conclui Carolina.

 

Se exercite

A prática de exercícios físicos é um ótimo aliado para manter o foco, dá resistência e renova as energias do corpo, além de oxigenar o cérebro e clarear os pensamentos. Todas as atividades são bem vindas, então, faça algo que gosta.

Dance, faça uma caminhada, ande de bicicleta, saia para passear com o cachorro. Manter o corpo em movimento só trará benefícios.

 

Conheça os seus limites

Entenda seu corpo, escute o que ele diz. Todas as pessoas são feitas de limites e você precisa obedecer aos seus.

A busca por foco no objetivo tem única e exclusivamente a função de realizar seus sonhos e tudo gira em torno de você. Não esqueça que o que está em jogo é sua felicidade.

Fonte: graziele@engajecomunicacao.com