Notícia

Viagem Técnica

quarta, 26 de setembro de 2018
ACADÊMICOS DE CONTÁBEIS DA UNETRI CONHECEM PROJETO DE GESTÃO DA CHAPECOENSE

A comitiva da Unetri conheceu o projeto de contabilidade, de gestão corporativa e de reconstrução da Chapecoense, e à noite assistiu o jogo da Chape contra o Fluminense

 

Um grupo de acadêmicos do curso de Ciências Contábeis, da Unetri Faculdades, realizou, na tarde de segunda-feira, 24 de setembro, uma viagem técnica à Chapecoense, na cidade de Chapecó.

Na oportunidade, acadêmicos e professores conheceram o projeto de contabilidade, de gestão corporativa e de reconstrução da Chapecoense.

A visita técnica se deu a convite do diretor Administrativo e Financeiro do clube, Roberto Aurélio Merlo.

Os integrantes do Conselho Superior da Ascoagrin, Tarcísio Sartori, que é sócio da mantenedora da Unetri; Carlos Vanderley Porfírio, que diretor Financeiro e Administrativo da Unetri, e o assessor de comunicação da Ascoagrin, Luiz Carlos Gnoatto, também integraram a comitiva.

Durante à tarde, na sede da Chapecoense, Roberto Merlo explanou todo o processo de reconstrução e gestão do clube, que tem todas as decisões embasadas nos dados da contabilidade.

O grupo também assistiu a um filme que conta a história do clube, com ênfase ao projeto de gestão, iniciado após o acidente de 2016, quando o avião, com a delegação da Chapecoense, caiu próximo ao aeroporto de Medelin, na Colômbia, vitimando 71 pessoas, entre atletas, dirigentes, comissão técnica e jornalistas. Apenas três pessoas sobreviveram ao acidente.

Merlo destacou a formação da governança do clube, a profissionalização da gestão, o planejamento e a contabilidade, que á a base para toda a gestão.

A Chapecoense é hoje, um dos únicos clubes brasileiros que não tem dívidas.

“Normatizamos todos os procedimentos, definimos a estrutura organizacional, o controle interno e outros mecanismos, seguindo todas as normas legais, e temos uma gestão baseada em três pilares: decisões de longo prazo (orçamento), decisões de médio prazo (fluxo de caixa) e decisões no curto prazo (resultados). Também temos um planejamento para o clube, com missão e metas definidas. Uma delas e ganhar uma competição nacional no ano de 2022”, ressaltou Roberto Aurélio Merlo.

À noite, a comitiva da Unetri foi convidada a assistir o jogo entre Chapeconese e Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro.

A coordenadora do curso de Ciências Contábeis, professora Raquel Antônia Sabadin Schmidt, e o diretor Administrativo e Financeiro da Unetri, Carlos Vanderley Porfírio, destacaram que Roberto Aurélio Merlo foi professor de ambos quando cursaram contabilidade e, recentemente, veio palestrar na primeira semana acadêmica da Unetri.

“Sempre tivemos ótima relação com Merlo, que sempre foi uma inspiração para nós, enquanto alunos, e depois enquanto profissionais. Durante a semana acadêmica, ele convidou o curso de Contábeis para conhecer a estrutura de contabilidade, a gestão corporativa e o projeto de reconstrução da Chapecoense”, citaram Carlinhos e Raquel.

Segundo eles, a visita foi um grande momento com o conhecimento e aprendizado.

“Todo esse processo da Chape está ancorado nas informações da contabilidade, e essa visão, para o curso, é extremamente importante, propiciando aos alunos a utilização da contabilidade na prática e na realidade de uma empresa”.

“Foi um momento histórico para a Unetri e tudo o que o Roberto Merlo explanou, sobre o projeto da Chapeconese, se aplica nas empresas. Agradecemos a ele por ter aberto as portas da Chapecoense para a Unetri e pelo conhecimento que transmitiu”, destacaram Carlos e Raquel.

Segundo o diretor acadêmico da Unetri, professor Jonas Grejianin Pagno, a viagem técnica integrou o rol de ações previstas no plano pedagógico do curso, bem como na missão institucional da Unetri.

“Uma de nossas propostas diferenciais de ensino é levar nossos acadêmicos a esses ambientes corporativos, empresariais e institucionais, para conhecer, na prática, como os conhecimentos, neste caso a contabilidade, acontecem”, salientou Jonas.

Outro fator importante, segundo o diretor, foi propiciar momentos de aprendizado com Roberto Aurélio Merlo, que é um dos expoentes da contabilidade na região e em Santa Catarina.

“Merlo é um profissional que tem desenvolvido práticas que servem de modelo, e a gestão contábil e administrativa da Chapecoense é um exemplo dessa atuação, tornando-se referência para o Brasil em gestão de clubes esportivos. Essa experiência é profundamente benéfica para os acadêmicos e para a Unetri, pelo prestígio e reconhecimento em manter parceria com um profissional dessa envergadura e pelo conhecimento externo que agrega aos acadêmicos”.

Jonas citou que são momentos assim que coroam tudo aquilo que é discutido no cotidiano, em sala de aula, a partir das teorias, das concepções e das legislações.

“É o momento no qual os acadêmicos somam o que aprendem em sala de aula, com a prática, percebendo a capacidade que as empresas têm de fazer todo esse conhecimento acontecer, na prática”, disse Jonas.

Os alunos enalteceram a iniciativa e os benefícios decorrentes desta postura.

Muitos acadêmicos relataram que nunca tinha ido a um estádio de futebol antes e também disseram que o aprendizado foi único e inesquecível.

“Tudo o que ouvimos aqui mostra a importância da contabilidade e pode ser aplicado em qualquer empresa. Momentos como este são inovadores no ensino da contabilidade e trazem novas perspectivas para nós, estudantes”, concluíram os acadêmicos.

Fonte: Luiz Carlos Gnoatto