Notícia

Comercio da Trifronteira

quinta, 04 de julho de 2019
SEGUEM ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA A SEGUNDA PROMOTRI DE 2019

Feira será no dia 27 de julho, no Clube Independente

 

Foto: 1ª Promotri de 2019, realizada em fevereiro

 

Evento já consolidado e sucesso de vendas e divulgação de marcas e de produtos, a Promotri terá sua segunda edição de 2019 no dia 27 de julho.

As inscrições, aso empresários interessados em participar, seguem abertas.

Na segunda-feira, 8 de julho, às 19 horas, acontecerá uma reunião, na Ascoagrin, com os empresários já inscritos, para tratar de detalhes do evento.

Promovida pela Associação Comercial e Empresarial de Barracão, Dionísio Cerqueira e Bom Jesus do Sul – Ascoagrin, esta será a quinta edição da feira, que terá como local o Clube Independente, por ser um local amplo e fechado, protegendo do clima frio, típico do mês de julho.

 

Participação

A feira já conta com 14 empresas inscritas.

Os empresários interessados em participar devem entrar em contato com a secretaria da Associação, pelo telefone 49-3644.1103.

 

Retrospecto

A primeira Promotri de 2019, a 4ª edição da feira, que aconteceu em fevereiro, superou as expectativas e teve recorde de participantes.

Foram 22 empresas expositoras, superando as projeções da Ascoagrin, de que entre 13 e 15 empresas participariam da feira.

Comprovando o sucesso de vendas as Promotris anteriores registraram o seguinte volume de vendas:

1ª Promotri, 2017: R$ 21.064,00; 2ª Promotri, 2017: R$ 44.019,00; 3ª Promotri, 2018: R$ 52.000,00; 4ª Promotri, 2019: R$ 64.390,65.

 

Promotri

A feira é uma oportunidade para as empresas comercializarem pontas de estoque e produtos de meia estação, com ótimos descontes, e também apresentar produtos novos, e novos lançamentos.

“A tendência é a Promotri crescer sempre mais, tornando-a cada vez maior e mais envolvente, atraindo também consumidores de fora da trifronteira”, afirmou o presidente da Ascoagrin, Marcos Voltolini.

Voltolini ressaltou que o custo benefício, para a participação na Promotri é grande.

“A taxa paga pelo empresário, para ter o espaço, é pequena, se levarmos em conta a divulgação de sua marca, a visitação que a feira tem, a amplitude alcançada e a prospecção de negócios” concluiu Voltolini.

Fonte: Luiz Carlos Gnoatto